Sempre a frente do rosto para o desconhecido
  -
  - -
JSC Avers - Doctor Light
Actividade da companhiaProdutosContactosArtigos publicadosAparelhos mais perspectivos  
Home / Artigos publicados

Artigos publicados, Doutor Luz, aparelhos fototerapeuticos, aparelhos fisioterapeuticos, CCP "AVERS"

Artigos publicados

"Doutor Luz", "AVERS-Chuveiro", "AVERS-Lite" e "AVERS-San", "AVERS-Freshguard", "AVERS-STREAM" sao aparelhos fototerapeuticos e fisioterapeuticos produzidos pela CCP "AVERS". Todos os direitos para sua producao e os seus nomes pertencem exclusivamente a CCP "AVERS".


Artigo da revista "Controlo financeiro" 7 de 2006"
Artigo da revista "Controlo financeiro" 8 de 2006"
Artigo da revista "Controlo financeiro" 9 de 2006"
Artigo da revista "Controlo financeiro" 10 de 2006"
Artigo da revista "Controlo financeiro" 11 de 2006"
Artigo da revista "Controlo financeiro" 12 de 2006"


Introdução histórica ao tratamento por luz

Aparelho fisioterapêutico para massagem hidráulica e tratamento por luz "AVERS-Chuveiro"A história da medicina é rica em variáveis teorias e pontos de vista, assim como abunda em verdades antigas. A observação pela natureza humana, passou a ser o terreno para estas verdades. Assim, o ar, a luz e a água sempre eram condições sine qua non da forte saúde física e espiritual do bem-estar físico e psicológico do homem. A aplicação da luz solar com um objectivo terapêutico remonta à epoca tão antiga como a origem do homem. A luz solar e a água eram e continuam a ser elementos curativos mais importantes para o homem.
Os Egípcios antigos tomavam banhos solares em suas casas. A estrutura das suas casas testemunha-o. O relevo de El Amarn mostra o rei Ehnaton (Amenofes IV, 1375 - 1358 a.C.) sentado com os familiares numa sala com colunas tomando banho de raios solares debaixo dos quais foi escrita a palavra “vida”.
Os Germanos antigos também utilizavam o Sol como remédio curativo e colocavam crianças doentes em telhados de casas.
O mesmo praticavam os Gregos antigos. Assim, Esculápio, deus da medicina, era filho de Febo, deus da luz.

O Hipócrates, nascido em 460 a.C., foi o primeiro médico a ter mencionado sobre o tratamento por luz. No seu livro intitulado “Sobre o modo de vida” recomenda os obesos a andarem nus na medida do possível e descreve a aplicação de banhos solares com objectivos diéticos e higiénicos para eliminar dores. Os banhos solares entraram na vida quotidiana dos Gregos e Romanos. Os telhados de casas foram transformados em solários.
Este costume de Roma antiga – aquecer-se ao Sol depois da refeição – conservou-se até hoje nos vales alpinos da Itália. Graças a este costume, os cidadãos de Tessin, por exemplo, vivem até uma velhice avançada. O seu provérbio diz: “Onde aparece o Sol, não aparece o médico”.

Se examinar o domínio de aplicação da fototerapia na antiguidade, os primeiros lugares ocupavam as doenças da pele e de órgãos internos. Aurelian, por exemplo, aconselhava usar a luz solar para curar enxaquecas, obesidade, artrite, hidropisia e doenças crónicas da visícula. Os banhos solares foram recomendados para tratar o sistema nervoso, paralisias, hipocondrias, isterias e mesmo epilepsias (Celsus).

Na idade média caiu em desuso a higiene e a medicina. Esqueceu-se igualmente o significado higiénico e terapêutico da luz solar que durante quase 1,5 milénios, isto é, desde os tempos de Galen (cerca de 200 anos a.C.) até os finais do século XVIII, a luz foi excluída como remédio médico.
Em 1774, o francês For publicou um artigo, onde descreveu o método de curar as úlceras de pernas pela luz solar.

O cientista Pasteur fez uma importante descoberta segundo a qual os processos de fermentação e muitas doenças provocam-se por bactérias, seres microscópicos vivos. A descoberta deu a possibildade de estudar o modo de vida das bactérias e facilitar deste modo a luta contra os agentes das doenças infecciosas.
Aparelho fisioterapêutico para massagem hidráulica e tratamento por luz "AVERS-Chuveiro"Outros cientistas, Downes e Blunt, em 1877, chegaram à conclusão de que a luz visível é capaz de matar bactérias.
Então, o que é a luz solar? Como é do conhecimento geral, a fonte natural da energia radiante é o Sol. O espectro do Sol contem os raios visíveis coloridos e os raios invisíveis infravermelhos e ultravioletas. Os comprimentos das ondas da energia radiante correspondem a 10 a 300 000 nanometros, isto é, 10-9 m. Neste número entram: espectro ultravioleta – 10 a 390 nm., espectro visível – 390 a 750 nm., espectro infravermelho – 750 a 300 000 nm. Segundo as leis físicas, os raios, entrando na atmosfera terrestre, reflectem-se, refractam-se, espalham-se e absorvem-se. Até à terra chegam em média: radiação ultravioleta – 10%, espectro visível – 40% e radiação ultravermelha – 50%.

O professor da Química Doebereiner, em 1816, publicou em Viena uma obra dedicada a banhos solares. Pela primeira vez este fenómeno foi examinado do ponto de vista científico tendo lançado os alicerces para a fototerapia contemporânea. No início do século XX adquiriu uma envergadura mundial. Inauguram-se hospitais na Alemanha, na Áustria, na Suíça e na Rússia. Em Moscovo, o Hospital do doutor em ciências médicas S.B. Vermel funcionou mais de 15 anos. O seu pessoal provou que a luz podia curar várias doenças infecciosas, cutâneas e outras sem aplicação de medicamentos e sem efeitos secundários. No entanto, as revoluções e as guerras voltaram a levar toda a experiência do tratamento pela luz, dando lugar à indústria farmacológica que se desenvolvia impetuosamente e suprimiu o método natural de tratamento e profilaxia.

Seja como for, há de chegar o tempo em que a corrida aos lucros eliminará esta indústria farmacológica. Os primeiros sinais da queda da sua liderança são:
• efeitos secundários negativos;
• publicidade agressiva do autotratamento;
• falsificação dos medicamentos ao nível de Estado.

Os efeitos mais negativos produzem os antibióticos: o “melhor” deles tem 3 efeitos secundários, o pior – 170. Isto significa: curamos uma doença, adquirimos 170! O tratamento pela luz desconhece estes números. Recorrendo ao espectro visível da luz solar conseguem-se bons resultados no tratamento e na profilaxia de todas as doenças do homem. Por exemplo, a cor azul cura as infecções respiratórias agudas provocadas por vírus, a cor vermelha cura as úlceras do estômago e do duodeno, a varíola e as úlceras tróficas da pele. A cor verde é favorável para a normalização do estado psíquico. É o organismo de criança que reage especialmente à acção da luz. Na escuridade o bebé cresce mais lentamente.
Biolâmpada "AVERS-San"Mas os trunfos principais da fototerapia é a ausência dos efeitos secundários. Nenhum medicamento é capaz de substituir o ar fresco, a luz solar e a água. Contudo, os estudos, o serviço, os afazeres domésticos não nos permitem ficar o tempo suficiente ao Sol livre. Além disso, as nuvens no céu escondem muito tempo o Sol numa parte significativa do território da Rússia. É precisamente por isso que surgiu a necessidade de criar um “Sol” artificial para cada casa. Os cientistas da CCP “AVERS” assumiram a responsabilidade de cumprir com esta tarefa. A companhia ocupa um lugar de liderança na elaboração de aparelhos fototerapêuticos tanto na Rússia como no mundo, tendo mais de 40 patentes para dispositivos únicos no género. O primeiro lugar na actividade do pessoal ocupa a profilaxia das doenças com a ajuda de novos aparelhos fototerapêuticos e o segundo lugar – o tratamento.
Produtos, Artigos publicados, Doutor Luz, aparelhos fototerapeuticos, aparelhos fisioterapeuticos, CCP "AVERS"

Produtos

Aparelho fisioterapêutico para massagem hidráulica e tratamento por luz "AVERS-Chuveiro"
Dispositivos fisioterapêuticos. O aparelho fisioterapêutico para massagem hidráulica e tratamento por luz “AVERS-Chuveiro” está destinado para a profilaxia e o tratamento das doenças cardiovasculares e do aparelho de suporte e de locomoção. Todos os dispositivos fisioterapêuticos produzidos pela CCP “AVERS” estão protegidos pelos patentes e pelos documentos oficiais de registo. São meios seguros para a profilaxia e o tratamento de várias doenças.
Mais detalhadamente ver...


Novidades, Artigos publicados, Doutor Luz, aparelhos fototerapeuticos, aparelhos fisioterapeuticos, CCP "AVERS"

Novidades

URGENTEMENTE! SOLUÇÃO PARA COVID-19 ENCONTRADO!
Mais detalhadamente ver...


A empresa de pesquisa e produção da AVERS preparou para publicação um novo Manual para professores de instituições de ensino superior e especialistas na área de medicina, bioquímica e biologia - "O EFEITO DA INSUFICIÊNCIA DE OXIGÊNIO NO CORPO ANIMAL"
Mais detalhadamente ver...


Os esforços da companhia AVERS, no decurso de 2020, serão dirigidos para a realização dos testes de novos aparelhos: aparelhos fototerapêuticos, aparelhos fisioterapêuticos, artigos médicos, veterinários e domésticos
Mais detalhadamente ver...


Apresentamos uma novidade bem agradável para os pais que têm crianças de tenra idade (até 4 anos)! Na rede de farmâcias 36,6 estão à venda chupetas de díodo luminiscente Doutor Luz para a profilaxia e o tratamento das infecções respiratórias agudas provocadas por vírus (IRAV)
Mais detalhadamente ver...


A CCP AVERS realiza a actividade de investigação científica no domínio da criação de dispositivos foto- e fisioterapêuticos de nova geração com base em radiadores monocromáticos do espectro solar que, contrariamente aos radiadores de laser, funcionam sem consequências negativas
Mais detalhadamente ver...


A CCP AVERS pôs-se a organizar uma produção química pequena para o fabrico de reactivos orgánicos mais perspectivos para as máquinas modernas com a utilização da materia-prima nacional
Mais detalhadamente ver...
 
 @Mail.ru
Rambler's Top100
.